E talvez tu acredites.

- até logo
era o que eu gostava de te dizer, cada vez que te vejo a soltar três moedas no balcão de vidro, e a passares por mim com o teu 'bom dia' no olhar que fita o chão, e a saíres por aquela porta por onde outrora tinha olhado na esperança de te ver entrar. Não dá. Nó cego na garganta, milhares iguais a este no coração. Quando adormeço à noite, desejo partir um copo antes de sair de casa. Talvez eu assim acorde. Talvez eu minutos depois te veja e não disfarce o meu sorriso com a chávena de café. Talvez eu te peça um guardanapo. Talvez eu te diga mais que   
- até logo
talvez eu me sente ao teu lado e te explique como sei tudo sobre ti.

I. W. @


5 comentários:

Sonhadora disse...

Porque não fazê-lo?
Se não tentares nunca saberás se poderia ser possível ;)

The RP disse...

+.+ I.W. @ é, verdadeiramente, uma das minhas personagens preferidas.

Talvez esteja na hora de desatar o laço que te prende o coração, soltar tudo o que é mantido bem lá para dentro e ser feliz...

Ana disse...

A história desta personagem é encantadora... Adoro!

Emily disse...

tambem vais no dia 27? :D

Sofia disse...

Gosto tantooo das histórias do café... fico sempre ansiosa pelo dia em que ela lhe dá um encontrão sem querer, deixa cair tudo, ele ajuda-a a apanhar tudo, depois toca na mão dela tb sem querer e aí é que os olhares se cruzam e ela percebe que é ele e apaixonam-se logo ali.... é um cliché, eu sei, mas era tão giro :)

Invisible Woman (55) Alice (49) One more (49) Carolina (37) S. (33) Amy (19) Dee Moon (7)