I'll stand by you.

As coisas inexplicáveis só o são para quem não entende a sua essência. Sempre foi o que achei. Então a nossa história explica-se em papel quadriculado. Explica-se em riscos desalinhados porque alguém tocou em alguém, explica-se em xadrezes desenhados a carvão. Explica-se em borrões de borracha porque alguém disse a alguém o que estava mal. Explica-se em corações nas margens, nós ladeados pelo sentimento mais quente, e mesmo assim o papel não arde. Pode ser papel arrancado, meio rasgado porque ninguém tem paciência para o destacar pelo picotado de um caderno cheio de cerimónias, amarrotado feito até numa bola, que já voou ao pé das nuvens porque se queria chamar a atenção. Pode já ter chovido, ele pode já ter secado. As linhas perpendiculares podem já ter-se fundido em manchas azuis lixiviadas. Mas ei-lo ali, novamente esticado, não novo, mas sobrevivente, vivido, a permanecer. Nunca numa moldura, nunca para ser recordado; ao lado de uma caneta sempre, onde é preciso escrever.

*Carolina*

#1 letter to your best friend

5 comentários:

Cris disse...

Tiveram que levar o menino ao Hospital e fizeram-lhe uma limpeza.
Felizmente, não foi nada grave. :)

E não tens nada a agradecer.
(A música é tão fofa. *.*)

Achei a carta linda!

Joana ' disse...

Quando vi este desafio pela primeira vez, pensei qual seria o resultado se tu decidisses aceitá-lo... Esta foi apenas a primeira de muitas cartas... Mas fiquei encantada! Sim querida, encantada com a forma como brincas com as palavras e as tornas tão belas e com tanto a dizer... Muito bom*.*

izzie disse...

Ssão as melhores cartas e os melhores borrões.

Beijinho,

Sofia disse...

Estou a 200% com a Joana... fiquei encantada. Tu tens um dom, tens um talento enormeee, espero que tenhas noção disso! Brincas com as palavras de uma maneira que... uau. Beijinho e mal posso esperar por ler a próxima... ;)

Dupé disse...

Brincas com as palavras de uma maneira 5*. Não posso deixar de referir que se o melhor amigo não avisasse o que estava mal (não existiriam borrões) e a tua cabeça estava mais confusa e convicta de que o algo que fizeste era bom, sendo mau....

Analisa-se linha após linha deste post/carta... Mas conclui-se que uma amizade, a melhor amizade, apesar de tudo, sobrevive! É a essas pessoas que nos devemos agarrar!

Invisible Woman (55) Alice (49) One more (49) Carolina (37) S. (33) Amy (19) Dee Moon (7)