O amor constipa.

Escrevi
-o amor constipa
como título desta coisa. Mas o amor não é aquela brisa matreira ao fim de tarde que vem não se sabe de onde e nos arrepia a pele, e nos faz espirrar. Podia ser, mas se vires bem não é, porque esta brisa manda-nos ir para casa. O amor manda-nos ir para a rua. Portanto se vires bem o amor é o calor que mais ninguém sente senão tu. E constipa, porque esse calor que sentes não é um calor à flor da pele. A pele não sabe o que sentes por dentro, só se preocupa com o ar em que todos os outros tocam também. Tu tens calor, e achas na tua inocência que o calor está em todo o lado. Ele parece-te estar em todo o lado. Por isso vestes a tua t-shirt mais gira e os teus chinelos novos e levas os teus óculos de sol para a praia, para estares comigo.
-estamos em janeiro, não se nota?
Eu escolhi o meu vestido mais colorido. Lá fora dizem que chove.
-que tolos, eles, a dizerem que chove; dá para acreditar?
Dizem também que quando chegarmos a casa vamos estar doentes. Dizem que vamos ter febre e não, eles dizem que não vai ser uma consequência do calor a mais. Eles dizem que a pele sentiu a chuva a cair pelos nossos rostos, dizem que os nossos dedos sentiram a areia fria e molhada entre eles, dizem que os pés sentiram as ondas bravas e escuras de um dia de Inverno; e que nós ignorámos isso tudo. Dizem que o calor que sentimos é delírio demente e infundado. Eles dizem que quando chegarmos a casa vamos estar constipados.
-mas o que eles não sabem é que nós nunca vamos chegar a casa.
Que tolos, eles. 

Alicee

Escrito ao som de "Mr. Blue Sky" - Electric Light Orchestra

14 comentários:

Mysterious Girl disse...

oh my...esta foi a bola de sabão mais bonita que já li. Mesmo! :o

Já disse que adorei, amei?
Beijinho

Neon Tiger disse...

está lindo o texto, eu pelo menos gostei muito :D

a música também é muito divertida :P

**

diogo disse...

porra pa. es a melhor escritora que ja vi na blogosfera

Joana ' disse...

Escreves tão, mas tão bem querida *.*
És das poucas pessoas que conheço que me consegue fazer ver o Amor, esse que só sei sentir. Muito obrigada

Catarina Duarte disse...

Gosto tanto deste blogue! A sério...

incógnita disse...

adorei! definir o amor é dificil =)

izzie disse...

Eu cá prefiro ficar em casa...
A vrisa por aqui está acompanhada de chuva, certinha.

Como sempre gostei muito.

Beijinho,

CLÁUDIA disse...

Excelente descrição de tudo o que se sente e de tudo o que "deixamos de sentir" quando o amor está presente.

Adorei. :)

***

Sofia disse...

É mesmo isso...
(tenho saudades desse calor...)

Inês de Carvalho disse...

de todos os textos que aqui li, este foi de certo o mais bonito de todos! Parabéns, está LINDO :) *

♪Nice and Sweet♪ disse...

Muito muito obrigada pelos teus elogios! gostei mesmo muito do teu blog.
Ainda bem que também gostaste do meu!!! XD

Beijinhos*

A Maria dos rascunhos disse...

Este texto está simplesmente perfeito! Parabéns! :D

The RP disse...

Maravilhoso! +.+

As saudades que eu já tinha do teu blog!

É genial.

E faz-me tão bem escrever. Já nem me recordava bem da sensação :X

Espero que agora, apesar de tudo, dê para escrever mais frequentemente ^^

Anónimo disse...

É demais, não me canso de ler, vezes sem conta! :)
Final subtil e perfeito.. 'Que tolos, eles', assenta que nem uma luva.

Invisible Woman (55) Alice (49) One more (49) Carolina (37) S. (33) Amy (19) Dee Moon (7)