don't you fool me this way

já me disseste que não muitas vezes. uma delas foi porque te entornei o café a ferver em cima, outra  foi porque tinha uma borbulha no nariz para a qual não paravas de olhar. já me disseste que o teu carro estava mal estacionado, que te doíam as costas, que ias mudar de país no dia seguinte. uma vez disseste-me que eras um anjo que tinha descido à terra para ajudar os humanos e que amanhã era o teu dia de regressar ao céu, outra vez que estava um crocodilo verde gigante a chegar à cidade e que tu tinhas de ir salvar o mundo. ontem à noite, disseste-me que não porque caiu um meteorito no meio do café, e tu gritaste algo como
-desculpa, tu até és gira mas isto agora está tudo a arder e eu tenho de ir embora que estou atrasado.
todas as noites dizes-me que não na minha cabeça; como queres que eu me levante de manhã a achar que sim? claro, podias só dizer
-olá, sim. senta-te. é chato tomar o pequeno-almoço sozinho. podes tirar uma torrada, se quiseres.
mas quais são as probabilidades disso?

I.W. @

2 comentários:

nómada disse...

Se leres bem o que escreveste o problema não é teu é dele.

C. disse...

IW <3

Invisible Woman (55) Alice (49) One more (49) Carolina (37) S. (33) Amy (19) Dee Moon (7)